oroboros.jpg

MALU ENGEL

Multiartista

Malu Engel, 1989, Brasília – DF. Bacharela e licenciada em Artes Plásticas pela UnB – Universidade de Brasília. Artista multimídia, percorre diferentes áreas de expressão e tem na expansividade uma característica comum a todos os seus trabalhos.

 
 
 
 
 

SOBRE O MEU TRABALHO

 

VISCERALIDADE

Me surpreendi com o despojamento dos quadros de Malu Engel, recém-formada em Artes pela Universidade de Brasília. A pintora força o advento do caos para dele extrair camadas que serão irremediavelmente sobrepostas por outras. O trânsito pela abstração enriquece as superfícies ricas de gestos e cor. Permanece o registro dos embates quase corpóreos da jovem artista no ateliê, e essa energia, tão preciosa e rara, promete subsistir em sua produção futura. A pintura como território de experimentação, recusando-se os atalhos fáceis e zombando das conclusões demasiadamente polidas que geralmente percebe-se no cenário atual das artes. Que a visceralidade de Malu Engel perdure!

Tiago Botelho
Artista Plástico

EFUSÃO PICTÓRICA

Malu Engel percorre as vias ramificadas. Não é o caminho retilíneo de uma progressão calculada, com pontos de partida e de chegada definidos pela esquematização de uma travessia. A paisagem que se deixa vislumbrar nas pinturas da artista é de outra ordem, mais comprometida com os fluxos da dimensão íntima, que, por sua subjetividade, escapam à conformação lógica da representação naturalista, e deixam entrever profundidades vertiginosas, tão imagéticas quanto metafóricas.

As pinturas de Malu Engel evocam dimensões paralelas, universos que mesclam o abstrato e o concreto, a partir da proposição de uma percepção livre de convenções e regras carnais e visuais originada em seu processo criativo. As dimensões paralelas, fruto da realidade caótica e abarrotada do cotidiano são expurgadas em grandes dimensões através de um processo, simultaneamente, catártico e reflexivo. Catártico ao expandir-se, primeiramente, de maneira enérgica e violenta, como um jato de vômito sobre a lona, gerando escorridos e manchas. Reflexivo ao passo que a artista se apropria e lida com esse despejo pictórico inicial passando a habitá-lo.

Do gesto espontâneo de permitir a ação do inconsciente sobre a materialidade da tela ao momento de controle da expansão pictórica, o entrelaçamento do acaso com a gestualidade incisiva que marca agressivamente o suporte revela um embate expressivo com a matéria. Diante da tela, Malu Engel não se esquiva de um confronto com a profusão caótica de imagens que as paisagens interiores suscitam.

As ideias flutuam desformes, intercalando-se e sobrepondo-se na voragem incessante da criação.  As pinturas apresentadas pela artista poucas vezes resignam-se a serem conduzidas pela mão à visualidade. Em suas parcelas mais significativas, este corpo de trabalho apresenta um movimento diverso, sugerindo que as imagens, quando transpostas para a materialidade na violência do gesto, permanecem insubordinadas em sua configuração planificada. Latentes de ritmo e vivacidade, as imagens que Malu Engel oferece enfatizam incessantemente o movimento revolto de sua existência pregressa, ulterior à transfiguração pictórica promovida pela artista.


Léo Tavares

Doutor em Arte


Paulo Vega Jr.

Doutor em Arte

SEIVA

“Uma nuvem sem contornos que passa acima dele mudando constantemente de forma. Ora, o que se pode conhecer de uma nuvem, senão adivinhando-a sem nunca apreendê-la inteiramente?” – Georges Didi-Huberman

As paisagens de Malu configuram-se pelo lírico do próprio olhar, propondo uma imersão movediça, o ver aqui como ator do maior ato de criação. As imagens se dispõem e permanecem ocultas, um oximoro desse desconhecido que remete ao encantamento tanto da artista quanto do espectador.

A artista trabalha dentro de uma constante variável, conta uma história com a mais bela intenção de uma narrativa fluida, dentro dessa dinâmica do gesto e da permissibilidade do acaso que gera e permite a vida de cada uma dessas manchas que se inventam e se subdividem em cada suporte.

Cada rastro do processo dinâmico da artista proporciona uma honestidade que estabelece uma relação de domínio íntimo, com uma crueza que conforta esse elo. Pensa-se a liberdade da imaginação para com o mundo, permitindo que a realidade e a fantasia coexistam em total equilíbrio, o olhar para fora que permite a concepção de qualquer imagem, todo visível se torna possível.

Malu Serafim
Curadora

 

CURRÍCULO

Malu Engel, 1989, Brasília – DF. Bacharela e licenciada em Artes Plásticas pela UnB – Universidade de Brasília. Artista multimídia, percorre diferentes áreas de expressão e tem na expansividade uma característica comum a todos os seus trabalhos. Atualmente, atua também como professora de Artes no Centrão de Planaltina – DF

Currículo Resumido:

2018 – Artista selecionada para participar do III Festival Parque Sucupira, Planaltina - DF
2018 - Apresentação e gravação de álbum com a Lapso Orquestra no Teatro SESC Garagem, Brasília - DF
2018 – Exposição Individual Seiva, com curadoria de Malu Serafim no Antonieta na 710 norte, Brasília - DF
2018 – Apresentação performática musical em parceria com Vanderlei Costa no evento Transepoéticas no Museu nacional da República, Brasília – DF
2017 – Apresentação no evento SONORA, Ciclo Internacional de Compositoras no Teatro Mapati, Brasília - DF

2016 - Exposição Individual Brasília e o Fórum Verde em Postais, exposição de desenhos no

Fórum Desembargador Joaquim de Sousa Neto, Brasília - DF

2014/2015 - Cenógrafa do longa-metragem O Colar de Coralina, projeto aprovado pelo Fundo de Apoio à Cultura do Governo do Distrito Federal, Brasília – DF

2014 - Exposição Individual Efusão Pictórica na Casa de Cultura da América Latina, Brasília – DF

2014 - Dança da Garoa, performance realizada na instalação Casa de Caboclo a convite do artista expositor Arthur Scovino, 31.a Bienal de São Paulo, São Paulo - SP

2013/2014 - Exposição Coletiva SEU muSEU, Museu Nacional da República, Brasília – DF

2013 - Residente na 1.a Residência Artística Libertária Feminista, Luziânia – GO
2013 – Performance de encerramento da 9.a Bienal do Mercosul, Usina do Gasômetro, Porto Alegre - RS

 

CONTATO

Tel: (61) 99618-0878

  • instagram
  • youtube